Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2010

Porque tenho asas...

... e nem sempre consigo voar, porque os meus voos são sempre bem próximos da terra, porque a tua rota nem sempre se encontrou com a minha, porque o meu espaço só é partilhado com quem quero... hoje já não somos, fomos, mas também seremos. Anjo caído e anjo que não sabe voar!

E eles lá precisam de auxílio?!

Aposto que este eles liam sem lhes pedir!!!!

Eu assumo...

que se continuar a ouvir falar de música volto a ouvir Sepultura todas as manhãs até alguém se suicidar!!!!!

Queria tanto... menos frustração!

Os meus alunos de 9º ano são muito bons moços... falam um bocadinho, é certo, mas são bem dispostos e têm bom coração. Temos duas meninas mimadas que gostam muito de achar que sabem mais que os outros todos e que em nada se coadunam com a tremenda humildade da restante turma... mas para mal dos meus pecados... são das melhorzinhas! É que eles são excelentes pessoas, mas péssimos alunos... alguns esforçam-se, tentam... mas este sistema de passa tudo é difícil colmatar a falta de conhecimentos prévios dos outros anos. Eu tento, eles tentam... mas as aspirações e ambições também não merecem grande esforço... é pena e às vezes também fico com a "burra" como as minhas meninas mimadas... Ontem:
Entram na aula com o tumulto habitual, a professora não olha para eles - mau sinal. Sentam-se, a professora espera que se calem e não manda ninguém abrir a lição - mau sinal. A professora começa a aula sem perguntar pelos trabalhos de casa.... - menina mimada nº 2:
- É melhor estarmos calado…

Um dia....

vou ter uma casa... não sei como será, mas sei como não será!

Como me rodeio

Pedir perdão torna-nos frágeis como borboletas que esvoaçam em torno de um caule que nos parece mais vigoroso, mais forte... onde temos de reconhecer supremacia, mas onde nos harmoniamos com a nossa consciência e vontade. E, afinal, se retirarmos o orgulho supremo que carregamos, acabamos por ser mais forte que o caule, porque nos tornamos livres do fardo pesado da consciência. Eu sou o caule.