Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2006

Asia

Na história mundial, quase não houveram campanhas de emancipação feminina na Ásia, India e Japão foram excepções.
Na India, sarojini Naidu encabeçou a Comissão de Mulheres Indianas, que foram ao encontro da monarquia britânica para exigir o voto em 1919. O Congresso Nacional Indiano apoiou a emancipação feminina. Em 1950, logo após a independência da India, o voto foi conquistado para as mulheres.
Ichiwaka Fusae e outras mulheres japonesas activistas estabeleceram Fusen Kakutoku Domei (A Liga de Emancipação Feminina) em 1924. A partir daí, elas conquistaram o poder de atender e organizar encontros políticos. Nos anos 20 um dos maiores partidos japoneses apoiou a emancipação feminina. O militarismo tomou conta do Japão em 1930 e sufocou os movimentos democráticos, inclusive a emancipação feminina. Depois de as Nações Aliadas derrotarem o Japão em 1945, femininistas japonesas e mulheres de organizações das Forças Aliadas, cooperaram com o propósito de que uma nova constituição japonesa d…

Toni Morrison escolhida

"Beloved", de Toni Morrison, foi escolhido pelo New York Times Book Rview como o melhor romance americano do último quarto de século. A eleição foi conduzida por algumas centenas de críticos, autores, editores e outras figuras importantes do meio literário americano, a convite de Sam Tanenhaus, o editor do suplemento literário NYT.
A obra, de 1987, fala dos horrores da escravatura e das dificuldades que Sethe tem em esquecer os seus dias de cativeiro. Recheado de elementos poéticos, é considerado um clássico da literatura afro-americana.
A obra encontra-se editada em Portugal pela Difusão Cultural, sob o título de "Amada", pese embora seja uma edição de 1994, pelo que, poderá não ser fácil de encontrar, fora do circuito dos livros em segunda mão.

in Certa, Junho 2006


Para além do mencionado livro, esta autora possui também outros títulos como: "Jazz", "Paraíso", "Olho Mais Azul"e "Amor". Qualquer um deles com difícil acesso, po…

Vida de Cão

Outra coisa importante é ter espaço suficiente em casa para o seu novo inquilino. Às vezes, uma gaiola ou um cestinho a um canto da sala chegam. Mas há animai que precisam de um quintal - e de vizinhos compreensivos.
Se tem filhos, certifique-se de que vão receber o novo companheiro de braços abertos. E tenha também em linha de conta que há animais que não se dão bem com crianças.
Por outro lado, lembre-se que algumas espécies têm períodos de vida curtos. Pense nisso, antes que os seus filhos se apeguem a um novo membro da família.
Lembre-se que um animal não é um brinquedo e continua a precisar da sua atenção muito depois de deixar de ser "novidade". Por isso, antes de arranjar uma nova companhia, tenha a acerteza de que está preparada para isso. Afinal, um bichinho de estimação serve para alegrar a sua vida, não para complicá-la.

Morreu

Ao longo da muralha que habitamos
Há palavras de vida há palavras de morte
Há palavras imensas,que esperam por nós
E outras frágeis,que deixaram de esperar
Há palavras acesas como barcos
E há palavras homens,palavras que guardam
O seu segredo e a sua posição

Entre nós e as palavras,surdamente,
As mãos e as paredes de Elsenor

E há palavras e nocturnas palavras gemidos
Palavras que nos sobem ilegíveis À boca
Palavras diamantes palavras nunca escritas
Palavras impossíveis de escrever
Por não termos connosco cordas de violinos
Nem todo o sangue do mundo nem todo o amplexo do ar
E os braços dos amantes escrevem muito alto
Muito além da azul onde oxidados morrem
Palavras maternais só sombra só soluço
Só espasmos só amor só solidão desfeita

Entre nós e as palavras, os emparedados
E entre nós e as palavras, o nosso dever falar.

Mário Cesariny Morreu um grande escritor, pintor... artista. Homem da cultura faleceu hoje sem que o mundo chorasse a sua perda. Os serviços de informação puseram uma no…

Estilo de vida

Depois de tomar a decisão, pesquise o máximo que puder sobre o animal da sua escolha. Pense nos custos, fale com donos mais experientes e procure informação em livros ou associações de animais. Certifique-se que o seu novo amigo partilha os seus ritmos e estilos de vida. Se só está em casa à noite, evite um animal que passe as noites inteiras a dormir e sofra a sua falta durante o dia. Se trabalha longas horas ou viaja muito, escolha um animal que não precise tanto do seu afecto e da sua atenção. in Certa

Animais - Quem? Eu?!

As pessoas enternecem-se com o cachorrinho (ou outro animal qualquer)macio e a cheirar a mãe. Lembram-se do papel-higiénico e acham que ele vai ser sempre o cão do Scottex.
Depois ele cresce, faz asneiras, começa a cheirar ao que realmente é e não há pachorra para sair de casa com este frio. Começa por ser o ente desprezado até que acaba no abandono. Porque todos eles são lindos quando nascem Afinal, quem são os animais? Costumam dizer que somos diferentes dos animais porque pensamos, então, é melhor usufruirem do benefício antes de enxotarem com nojo aquele que vos amou, porque não sabe pensar.

Por isso, e por muitas outras razões, decidi não ter um animal de estimação até possuir condições para o fazer e deixo o conselho quando for escolher a sua mascote e amigo de todos os dias.

O melhor conselho é não se deixar levar pelo impulso. Por muito que lhe apeteça resgatar um animal à montra da loja mais próxima, lembre-se que está a levar para casa um novo membro da sua família. Pense bem …

Uma triste coincidência

A Fenda editou um conjunto de entrevistas com George Steiner, conduzidas por Ramim Jahanbegloo. Até aqui, nada de mais, Jahanbegloo é um intelectual iraniano, com ampla carreira académica e tradutor de Fernando Pessoa no Irão. Escreve regularmente na revista Esprit e é autor de vários livros. A (triste) coincidência é a notícia da recente prisão de Ramim Jahanbegloo, em Teerão, quando tentava abandonar o país.Uma petição entretanto colocada a circular tendo em vista a sua libertação, conta com diversas assinaturas, entre elas, o próprio George Steiner. Uma forma infeliz que o destino arquitectou, de fazer incidir as atenções sobre um livro de um autor, para muitos, desconhecido... ou muito mais do que isso.in Os Meus Livros

Vitória

Ah, pois é! Aqui a menina portou-se bem e passou no teste. Já não me posso considerar totalmente desempregada.
Felismente alguma coisa a correr bem. Sofri de stress, mas lá fiz a cena e correu bem. Um dia chuvoso com um raio de luz e pronto: estou feliz e já partilhei a minha felicidade.
Amor podes ficar descansado, já não me vais aturar mais... pelo menos até ao próximo stress. I´m happy!

Hoje não vai ser fácil

Hoje vai ser daqueles dias lixados e eu não dormi nada!! O Leonel andou a estudar toda a noite com os colegas aqui em casa. Ora, de vez em quando ouvia-se barulho. Como se não bastasse eu ter sonhado a noite inteira com Pcs e respectivos processos. Ah, pois é! Hoje é o teste para o meu segundo trabalho temporário. Se passar fico, se não ainda não sei bem, mas acho que há uma segunda hipótese, que não me apetecia nada tentar porque não lido lá muito bem com o factor stress.
Enfim... logo se verá.
Quando acordei vi a casa toda virada de pantanas deu-me cá umas daquelas ganas, mas respirei fundo e tentei compreender. Afinal, o rapaz só dormiu uma hora e eu poucas mais. OK. Desta vez passa, mas isto está uma verdadeira confusão e eu não tenho tempo para arrumações. Como se não bastasse, quando eu me preparava para o banhito, eis que o meu colega resolve fazê-lo também. Não que me cause grande transtorno ser agora ou daqui a 20 minutos, mas tinha que ser logo agora quando eu tinha decidido?!…

Mascote

51% dos cães e gatos domésticos têm nomes humanos. Parece que nomes como Bobi e Tareco estão a cair em desuso...


Sabia que os cães emitem 10 tons vocais e os gatos cerca de 100?

Sentimento Amigo

Tenho amigos que não sabem
o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto
e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor.
Eis que permite que objecto dela
se divida em outros afectos,
enquanto o amor tem intrinseco o ciúme,
que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor,
que tivessem morrido todos os meus amores,
mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem
o quanto são meus amigos e o quanto minha vida
depende das suas existências...
A alguns deles não procuro,
basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja
a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro, com assiduidade,
não posso lhes dizer o quanto gosto deles.
Eles não iriam acreditar.
Muitos deles estão lendo esta crónica
e não sabem que estão incluídos (...)

excerto do poema de Vinícius de Moraes
Para encerrar este capítulo dos amigos: um poema para todos os meus amigos.

Mulheres na feira

As mulheres da Arábia Saudita estão a viver um ano verdadeiramente revolucionário, a nível de literatura. As autoridades decidiram conceder à metade feminina da população um autêntico luxo, permitindo-lhes livre acesso à Feira do Livro de Riade. Tratou-se de um grande avanço em relação aos meios dias concedidos, esporadicamente, em anos anteriores para usufruto exclusivo das mulheres. Esta concessão acontece no mesmo ano em que "Meninas de Riade", um livro escrito pela jovem saudita Rajaa al-Sanie, causou furor, por desvendar as vidas de quatro raparigas de alta sociedade e de abordar temas polémicos como o consumo de alcool e a sexualidade. Naturalmente o livro foi banido no Reino, mas esgotou em todos os países vizinhos, aparentemente comprado por visitantes sauditas.

in Os Meus Livros
Custa-me a acreditar que ainda existam mulheres nestas condições. No meu mundo já há injustiça para com as mulheres, já nos deparamos com os rostos cansados das lágrimas que todas têm de verte…

Organize passeios

Pode até combinar com as mães de outros meninos/as e fazê-lo rotativamente. As crianças adoram estar umas com as outras e desenvolvem competências sociais, que lhes serão muito úteis pela vida fora. Quando o seu filho fizer anos, não se esquive ao trabalho de promover uma festinha de anos com os coleguinhas lá da escola. Um bolo, algumas surpresas e brincadeiras divertidas poderão ajudar a que o seu filho se sinta mais integrado e querido pelos outros. A auto-estima sairá fortalecida e ficará assegurado que os outros o convidem também.
in Certa

É muito livro!

Desde o tempo dos sumérios, os homens terão publicado cerca de 32 milhões de livros. Este número é avançado por Kevin Kelly, num ensaio, publicado recentemente no New York Times, sobre o fenómeno dos livros digitalizados e das bibliotecas online. Mas, Kelly não se fica por aí. Além dos livros (e nestes ele inclui pergaminhos e obras escritas em tábuas de barro), terão sido escritos 750 milhões de artigos e ensaios, 25 milhões de músicas, 500 milhões de imagens, meio milhão de filmes, 3 milhões de vídeos e, um total astronómico de 100 biliões de páginas de internet. Para armazenar toda esta informação, seria preciso um computador do tamanho de um edifício. Contudo, o autor, que trabalha na revista Wired, estima que dentro de alguns anos poderá bastar um pequeno dispositivo portátil.
in Os Meus Livros


E ainda dizem que as letras estão em desuso. Por um lado é um autêntico sonho ter todos os livros logo ali, ao nosso dispor. No entanto, penso que esta massificação da leitura tirará, certame…

A exclusão das brincadeiras pode gerar traumas

Aos 6 anos as brincadeiras começam a ter outro carácter. As meninas gostam de brincar às lojas e às casinhas, portanto os papéis a desempenhar são distribuídos pelos colegas. Começa a sentir-se a inclinação por um amigo em particular, com o qual poderá estar a brincar ao longo de várias horas seguidas. Surge, pela primeira vez, a noção de ter um "melhor amigo", com quem partilha os momentos de brincadeira. Por esta altura, a criança toma consciência das suas diferenças face aos outros e, posteriormente, essas diferenças pode constituir um motivo que a leve a afastar-se dos colegas ou então a sentir-se plenamente integrada. É importante lembrarmo-nos de que nesta idade há o ingresso na escola primária, o que implica de novo uma mudança de hábitos e de regras. A inclusão no grupo escolar passa a ser uma preocupação para a criança. Quer sentir-se querida pelos outros, convidada para os aniversários e incluída nas brincadeiras em grupo. É a sua auto-estima que está em jogo, pelo…

Fim de semana

Um dos últimos fins de semana de que vou poder usufruir. Ah, pois é! Desta é que vou mesmo começar a bulir, mas graças à querida Ministra da Educação, muito longe da minha área de formação e em trabalhos (sim são 2) temporários e que não correspondem ao esforço realizado durante anos. Enfim... as continhas não páram de chegar e não me posso dar ao luxo de ter pena de mim mesma. Isto é uma promessa: um dia vou voltar à escola e mostrar à Srª Ministra que muitos professores são mais competentes que ela própria e, sobretudo, sabem mais! Pode nunca saber quem eu sou, mas nada, nem a dita, me fará desistir dos meus objectivos.

Estimule a convivência com os outros

Os filhos únicos verbalizam muitas vezes o desejo de terem um irmão. Querem ter com quem partilhar os seus momentos, um pareceiro para jogar ténis ou contar os episódios ocorridos na escola. À falta dos irmãos, os primos podem preencher esta lacuna, ao mesmo tempo que se promove o estreitamento dos laços entre a família. Cabe aos pais o estimular da convivência. Claro que isto pressupões alguma disponibilidade da parte dos mais velhos, mas acredite que vale a pena!


in Certa
A minha mãe sempre viveu perto da irmã, logo, eu e a filha única que é a minha prima sempre tivemos um contacto muito próximo. E que contacto! Fazia quase sempre em faísca e raras eram as vezes em que não tínhamos uma brigazita pelo meio. Ao contrário do que possam pensar a nossa diferença de idades não é grande (não chega a 3 anos), por isso, esse argumento não é válido para o nosso mau relacionamento; apesar de eu considerar que era precisamente esse o problema.No entanto, lá tivemos que nos "gramar" dura…

A tradição já não é o que era

A crise do Suez pode ter tido um papel fundamental na evolução da caligrafia árabe. A tese foi defendida por Abbas al Bagdadi, o antigo calígrafo de Saddam Hussein, durante um encontro de calígrafos, patrocionado pelo Sultão al Qassimi, de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos. O evento, que reuniu os mais prestigiados especialistas desta complexa arte de bem escrever, correu pacificamente, mas também teve espaço para algumas polémicas, incluindo discussões sobre as mais correctas formas de escrever os fluídos caracteres árabes. Abbas al Bagdadi ministrou um atelier sobre o tema e mostrou-se adepto dos métodos clássicos, defendendo que após o conflito de Suez os árabes terão tido maior facilidade em viajar para o Reino Unido sofrendo por isso uma modernização que não agrada a todos. in Os Meus Livros Sempre gostei da cultura árabe porque acho que engloba algum misticismo, mas cada vez mais me sinto menos tentada a investigar dadas as "más tradições" que estes povos vão revelando…

Hoje é dia de borga

Hoje vou recordar os tempos de estudante e comparecer na Latada. Não é bem a mesma coisa, mas vale pelo convívio!!!
Os amigos são aquelas pessoas raras que nos perguntam como estamos e depois ficam à espera da resposta.
E. Cunningham

O início da socialização

A família é um lugar previligiado da socialização e é lá que tudo se inicia. Ainda hoje algumas crianças ficam, durante os primeiros anos de vida, entregues aos cuidados dos avós. Por volta dos 3-4 anos surge a dúvida - será que é melhor que se mantenham com os avós, ou é preferível inscrevê-los no pré-escolar? Os avós têm as suas vantagens no que respeita ao monopólio das atenções e da disponibilidade total, contudo, ao ingressarem no ensino pré-escolar, as crianças são obrigadas a adquirir hábitos, regras e, sobretudo, a interagir com os outros, isto é, aprendem a partilhar. É o começo de uma etapa, em que a socialização é a pedra-de-toque. As crianças necessitam de conviver de perto com outras da sua idade, para aprenderem a viver em conjunto. Nesta fase, as brincadeiras em grupo são geralmente de índole teatral ou criativa. Aos 4-5 anos, tendem a brincar aos pares ou então sozinhas. É a educadora que os divide, porque se não tenderiam a agrupar-se por sexos - meninas para um lado …

Saddam, o autor

Saddam Hussein é o autor de "A Dança do Demónio". A tradução do título é de nossa responsabilidade, uma vez que o livro apenas existe em árabe e em japonês... a Tokuma Publishing, editora japonesa da obra, já anunciou publicamente que não apoia as visões de Saddam, mas mantém que este romance poderá ajudar a compreender melhor o povo do Iraque. Aparentemente o livro, que fala de uma tribo das margens de Eufrates que consegue repelir a invasão de outra tribo, terá sido completado na véspera da invasão de 2001. Ainda não se sabe se Saddam Hussein receberá ou não os direitos de autor das vendas da obra, nem se esta será traduzida para outras línguas. Tanto quanto se sabe, e ao contrário de um famoso exemplar do al-Corão, este livro não foi escrito com o sangue do ex-ditador.


in Os Meus Livros Um assunto tão em voga como o julgamento de Saddam Hussein, que tem feito correr rios de tinta, concerteza fará com que este livro possa, em breve, ser traduzido em várias línguas. E você vai …
Alguns pensam que para se ser amigo basta querê-lo, como se, para se estar são, bastasse desejar a saúde.

Aristóteles

Levar um amigo para férias

Frequentemente, as crianças queixam-se de não terem com quem brincar durante as férias. Coloque a hipótese de levar um amiguinho com quem o seu filho possa brincar. Esse facto não implica um afastamento seu, mas sim um conciliar de diferentes opções. Pode fortalecer os laços de amizade entre eles e o seu filho sentir-se-á mais acompanhado e feliz.

Livro censurado nos EUA

O livro "Manga - Sixty Years os Japanese Comics"foi alvo de censura em Victorville, California, nos Estados Unidos. O responsável pela Biblioteca pública São Bernardino ordenou a retirada de todos os exemplares. "Desenhos que descrevem uma pessoa durante o acto sexual com um hamster gigante não farão parte do acervo de São Bernardino", declarou Postmus. O facto já provocou a reacção da National Coalition Against Censorship, organismo de Combate à Censura constituído por 50 organizações não-governamentais dos EUA. "Remover um livro sobre a história da BD japonesa só porque contém um capítulo a respeito do género erótico, é comparável a fazer o mesmo com uma enciclopédia por causa de uma página de práticas sexuais", afirmou Svetlana Mintcheva, diretor de artes da NCAC, numa carta enviada a Postmus. in Os Mus Livros Ao que parece este caso insólito aconteceu depois de uma denúncia de uma mãe preocupada. Será que o seu filho de 14 anos não vê televisão?É que já …