Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

Doi-me a vida...

A vida sempre me doeu de uma forma estranha, sem pressas, sem caprichos, como aquelas dores a que nos vamos habituando e, às tantas, nos habituamos a elas, sentimo-las como sempre... Sempre fui de um interior melancólico, saturado, pessimista, a vida é uma batalha nunca concluída... tenho dias em que me demoro, outros em que me canso, outros fatalmente doridos. É a vida... Não sou de extremos, sou ponderada, refletida, silenciosamente planeada. Aprendi a conhecer os outros e a admirá-los pela simplicidade com que são felizes e que chatos que são os pessimistas!

Fim.

O ano letivo terminou, sobram as reuniões, vigilâncias de exames, relatórios de avaliação e aguardar pelo maldito concurso que ninguém sabe se sai ou não. Aguardamos. As rotinas já se baralharam, os sonos estão quase trocados, mas nada que se consiga prever como novo. Aguardo. Quero ir visitar os amigos, é daquelas viagens que quero mesmo fazer, mas não me consigo decidir a fazê-lo. Quero tratar dos outros para não ter de tratar de mim. Recuso, nego, mas... tento acreditar que aguardar é o melhor que posso fazer!